Bem-vindo à Indústria 4.0

Como as novas tecnologias permitem inovar a indústria e amplificar negócios

Homem de negócios escolhendo entre ícones digitais projetados

Novas tecnologias estão à serviço da indústria, e muitas delas já possuem diversas aplicações reais no dia a dia e podem ser implementadas também no seu negócio. Conheça abaixo as principais tecnologias e como eles podem beneficiar seu negócio.

Internet of Things (IoT)

A conexão de diversos dispositivos e coisas como geladeiras, ares-condicionados e carros, por meio da internet, levou a ficção à realidade, em diversas aplicações, antes futuristas, possibilitando a troca de informações e integração nesse novo ambiente. Essa é a magia por trás da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) que, aplicada à Indústria 4.0, vem revolucionando o mercado, gerando oportunidades inéditas e valor agregado aos produtos e serviços.

No universo de IoT na indústria, essa sintonia é também relacionada à Industrial Internet of Things (IIoT) ou Internet das Coisas Industrial, na livre tradução. Previsões mais otimistas de consultorias do setor apontam que o valor gerado pelo investimento em IIoT chegará a US$ 15 trilhões do PIB global até 2030.

A IIoT é a conexão de diferentes dispositivos relacionados à cadeia produtiva por meio de cloud computing. Permite que o processo produtivo seja conectado diretamente a um fornecedor de produto em tempo real na linha de produção. Assim, enquanto a IoT é um conceito que representa a conexão de diversos objetos à Internet, IIoT tem o mesmo objetivo, só que para indústrias.

Ilustração de processo fabril acontecendo enquanto gráficos são mostrados no celular.

A IoT na Indústria 4.0 já está presente em diferentes segmentos e atuando de variadas formas. Aumentando a eficiência operacional de plantas industriais com gerenciamento de alarmes e eventos. Quem mais tem avançado no uso de IoT é o setor automotivo. Sensores e recursos para coleta de dados, aliados a sistemas de Big Data, geram análises em tempo real, que transformam dados brutos em insights valiosos, agilizando tomadas de decisão, melhorias nos veículos e gerando novos serviços.

O uso de IoT e IIoT proporcionam muitos benefícios para as plantas industriais como eficiência operacional e maximização dos lucros. Ao aplicar automação, conectividade e técnicas de produção inovadoras é possível ampliar significativamente a produtividade na indústria. Além disso, economia de tempo e de custos ajudam a maximizar os lucros.

Outro benefício é a geração de novos modelos de negócio e de serviços. Analistas estimam que para ter sucesso nessa transformação na indústria, será vital a construção de novos modelos de negócios, repensando as operações, digitalizando processos e aplicando inteligência em produtos e serviço. Um forte exemplo é a linha Chevrolet 2018, que traz no modelo Cruze um arsenal de sensores que torna a vida dos motoristas mais segura e simplificada.

O veículo é equipado com o pacote R7F, que adiciona ajustes elétricos no banco do motorista, faróis altos automáticos. Em uma estrada escura, o próprio carro ativa o farol alto e o abaixa assim que detecta algum veículo à frente. Além disso, possui alerta de colisão para avisar riscos iminentes.

Os sensores também atuam com inúmeros outros alertas como em pontos cegos, aproximação de outros veículos, além de proporcionarem assistente de estacionamento, que mede vagas, paralelas ao carro ou perpendiculares, e faz a manobra sozinho.

Tem uma ideia de como a IIoT pode ser adicionada a sua indústria ou a um produto que você produza? Converse com o UOL DIVEO e coloque sua ideia em prática!

Converse com um especialista

Big Data / Analytics

A transformação digital tornou ainda maior a avalanche de dados que assola empresas de todos os setores. Como lidar com eles para extrair insights valiosos para o negócio é o desafio. Nesse cenário, Big Data e Analytics (Data Analytics) são grandes aliados da Indústria 4.0, possibilitando mapear, coletar, integrar, processar e visualizar dados.

O Big Data Analytics é um processo de análise de grandes quantidades de dados estruturados e não-estruturados. Apoiado em avaliações, ele consegue detectar padrões e correlações escondidas, desconhecidas. Assim, também é um recurso chave para previsão de tendências de mercado e preferências dos consumidores – informações altamente estratégicas para o negócio.

Com Big Data é possível detectar, por exemplo, se cada máquina da linha de produção está operando de maneira eficiente, permitindo às áreas de planejamento como escalar a produção da melhor maneira. A unificação dos dados da produção diária com métricas financeiras, por exemplo, indica possibilidades de redução de custos nas operações.

Aumento na precisão, qualidade e rendimento na produção, melhoria nas previsões de demanda de produtos e detecção de problemas nas máquinas são alguns dos muitos outros benefícios obtidos com o uso da tecnologia no ambiente industrial. Além de permitir localizar erros com maior facilidade, realizar ajustes e correções em processos, coletar, analisar e utilizar os dados com máxima eficiência.

Imagem de um monitor mostrando gráficos e estatísticas econômicas

A análise de dados realizada em alta velocidade possibilita às indústrias insights valiosos, agilizando decisões, aprimorando desempenho, com o apoio de um sistema integrado, com segurança. Big Data Analytics promove ainda significativa redução de desperdício de recursos ao prever riscos de problemas em equipamentos.

A atuação do Big Data Analytics no dia a dia da indústria cuida da montanha de dados que segue crescendo a passos largos, vindos de inúmeros sensores, atuadores, sistemas, entre outras fontes. Para esse controle, a tecnologia é vital. Analistas do setor afirmam que o Brasil precisa evoluir muito quando o assunto é lidar com o esse cenário na manufatura, considerando a relevância de um tratamento de dados eficiente para usá-los em seu favor.

A Ford já aplica o conceito de Big Data/Analytics aqui no Brasil em suas plantas fabris, localizadas em São Bernardo do Campo e Taubaté, em São Paulo. Em Camaçari (BA), a equipe transforma dados de CAD (modelos geométricos) em protótipos virtuais altamente realísticos por meio de aplicações técnicas de renderização, iluminação, materiais e cores.

Os profissionais usam a tecnologia também para comparar múltiplas alternativas de design, materiais e cores de forma rápida, interativa, intuitiva e altamente produtiva, agilizando as tomadas de decisão.

A Big Data Analytics pode também ser muito eficaz em sua indústria. Converse com o UOL DIVEO e conheça como implementá-la.

Converse com um especialista

Inteligência Artificial

A inteligência artificial (AI) certamente é uma das revoluções tecnológicas mais fascinantes da ciência computacional. Ela possibilita simular a capacidade humana de raciocinar, perceber, resolver problemas e até de tomar decisões. É um dínamo de inteligência… artificial.

Hoje, a AI está muito presente nas vidas das pessoas, sem que percebam. Em aplicações como a assistente pessoal Siri, da Apple, que responde a comandos de voz, no Waze, quando prevê a melhor rota no trânsito ou no Facebook, que usa reconhecimento de imagem para recomendar marcações em fotos.

O resultado da versatilidade e do desempenho da AI está apoiado na combinação de tecnologias que a fazem funcionar e criar máquinas e aplicações cada vez mais inteligentes. Entre elas, machine learning (aprendizado de máquina), deep learning (aprendizado profundo) e processamento de linguagem natural (PLN), que contribuem para que a IA tenha inteligência suficiente para aprender com as interações humanas e de dados.

Na Indústria, inova com ousadia. Em especial com robótica, um dos seus importantes campos. Os robôs requerem inteligência para lidar com tarefas como manipulação de objetos e navegação, reconhecimento de gestos, facial e de objetos, planejamento de movimento e mapeamento no ambiente de fábrica.

Na etapa de produção, é que estão as principais aplicações de IA na indústria. Os braços robóticos colaborativos são capazes de funcionar lado-a-lado com pessoas em uma linha de produção com segurança, apoiando e realizando tarefas repetitivas com precisão, tais como montagem de equipamentos e embalagem de produtos.

Close de robô humanoide.

As soluções de manutenção preditiva são capazes de ser treinadas para identificar, com antecedência, indícios que podem levar a falhas e paradas de equipamentos. Especialmente em manufaturas, a inspeção visual de produtos em uma linha de produção, realizada por equipamentos apoiados por IA, pode identificar os que estão fora do padrão, com rapidez.

A Inteligência artificial pode ajudá-lo a oferecer um melhor produto a um custo mais baixo, e o UOL DIVEO pode auxiliá-lo no processo de implementação desta tecnologia.

Converse com um especialista